31 de agosto de 2014

#MarinaSilva é a nossa #Lucy tupiniquim.




O falso messianismo de Marina Silva é enervante e pior que já vimos esse tipo de estratagema político antes. É só lembrar do Collor com sua promessa de acabar com os marajás e posse de Salvador da Pátria. Marina, agora, se autointitula de representante de uma nova política. Nada mais irresponsável visto que para tal objetivo seria necessário recriar o Homo sapiens. E falando de Homo sapiens, assisti o filme Lucy, onde a bela Scarlett Johansson  - apesar de loira - consegue a façanha de utilizar 100% da sua capacidade cerebral, adquirindo superpoderes de dar inveja a qualquer Superman ou Batman. Mas qual a relação? É que o nome Lucy faz referência ao fóssil Australopithecus afarensis 
também batizado com esse nome por seu descobridores na 

década de 70. 

E a velha Lucy serve como símbolo da evolução do ser humano. 

Evolução que Marina Silva não conseguiu acompanhar. A nossa 

Lucy tupiniquim parou no tempo. O discurso que se diz moderno, 

está cheio de buracos e idas e voltas. Consegue ser mais 

conservadora que os militares de pijama, consegue ser mais 

atrasada que qualquer fundamentalista religioso. Movida apenas 

pelo poder, faz de tudo para consegui-lo e se obtiver sucesso, 

seremos obrigados a conviver com as trevas, com o obscurantismo 

e a loucura de quem se acha um Messias, mas não passa de um 

fóssil achado no meio do seringal.

16 de agosto de 2014

Alexandra Daddario - First Nude Scene in True Detective





Poderia fazer um trocadilho infame com o nome da Alexandra, mas não vou cair em tentação.

Agora, será que todo policial fantasia em ser algemado numa cama?

De qualquer forma, deu vontade de fazer uma visita no Acampamento Meio-Sangue, apenas para conhecer pessoalmente a Annabeth.

DOM LA NENA - GOLONDRINA

12 de agosto de 2014

Oscar Isaac - Hang me, oh hang me - Robin Williams





Assisti Inside Llewyn Davis no último fim de semana e achei um filme pra lá de belo e contemplativo. De ver e rever, ouvindo suas tenras músicas. E por uma triste coincidência, esta música em particular, tem tudo a ver com a recente morte do Robin Williams.

31 de julio de 2014

São Paulo é grande, mas o meu mundo é pequeno...



Pra quem veio de fora ( e não só de outro estado, mas também de outro país), viver em São Paulo é um estranhamento e tanto.
Mas algumas generalizações são quase sem dúvida frequentes e infelizmente diárias.
Por exemplo, assim como a morte de um garoto de periferia não causa mais comoção (independente das circunstâncias), a crise d`água na cidade só virou manchete quando afetou um bairro de classe média alta. Meses a fio, as redes sociais denunciaram o velado racionamento por parte da Sabesp em bairros afastados, mas, obviamente, 
a imprensa oficial fez pouco caso.
Por outro lado, o quê dizer da segurança?
Não basta ir muito longe para sabermos que há algo de podre e isso já é uma constante que só piora há mais de vinte anos.
Aqui na vila onde moro na região da Saúde, uma empresa de segurança particular que alugava um sobrado tempos atrás, hoje aluga mais dois e a tendência, pelo visto, é crescer mais.
Alguém irá discordar que isso é uma prova de que o Estado perdeu o controle?
E quem lucra com tudo isso?
O caos do transporte público, a mercantilização da medicina/doenças, viajar obrigatoriamente pra qualquer lugar nos feriados, ir a eventos de pseudocelebridades apenas por falta do que fazer, poluição, falar mal dos vizinhos, viver em shoppings, criar um blog, casar por conveniência, desperdiçar horas e horas no trânsito, comer porcarias que estão na moda, ficar em intermináveis filas, comprar o último modelo de smartphone... Estudar em faculdade ruim, mas cara, manter amizades por interesse, fazer academia, adular atores ou jornalistas da TV, desprezar o contato físico e preferir a conversa íntima, embora virtual, fazer uma cirurgia plástica, e the last but not the least, aguentar empregos medíocres e lidar com chefias mais medíocres ainda.
Você identificou-se em algum momento?
Então, ou você já mora em São Paulo ou está pronto para enfrentar esse estilo de vida.
Mas não reclame, ou melhor, reclame, filme tudo e poste no YouTube.






Blog Archive