23 de agosto de 2008

"Não sou macho, mas sou homem" Eleições 2008

Léo Áquila Se já tínhamos o clone do Enéas, agora temos o clone do Clodovil. Em outras palavras, na política não há qualquer senso de ridículo. É um vale tudo pra ganhar a corrida e as benesses da Câmara Municipal. É a estupidez galopante.

1 comentario:

Briguilino dijo...

Não sei como consegue "garimpar" tanta coisa. E escrever poucas palavras, mas dizer o essencial.
Parabens.

Blog Archive