23 de junio de 2007

Baixio das Bestas.

Depois de assistir ao filme, ficou claro na minha pobre cabecinha, por que tanta gente detestou. Provavelmente, por fugir aos padrões globais de tele-reportagem. O padrão global manda mostrar imagens de paisagens bucólicas e um povo simpático, sem esquecer o artesanato local e as danças folclóricas. O filme quebra com tudo isso. O que vemos é a natureza crua, personagens violentos, sexo, drogas e muita cachaça. Lembrei na hora de um filme de Gus Van Steen (ou algo assim) que narrava o massacre numa escola no interior dos EUA. São todos personagens à deriva ou sem eira nem beira, como diria um ditado tupiniquim. Nada é gratuito dentro de uma realidade fria e cruel. É o Brasil que ninguém vê ou não faz questão de ver.

No hay comentarios:

Blog Archive