23 de febrero de 2007

Eu não existo longe de você E a solidão é o meu pior castigo Eu conto as horas pra poder te ver Mas o relógio tá de mal comigo.
Adriana Calcanhotto

No hay comentarios:

Blog Archive