12 de diciembre de 2014

O Demônio de Quatro Patas


Queria te ver 
nua         crua
possuída
por um demônio de quatro patas
incisivo
e teratológico.
Sim, porque ela gosta de palavras difíceis
grandiloquentes
mirabolantes.

E enquanto entre quatro paredes
ele olha a mulher do caixa
a mulher do café
a mulher da pipoca
entra meia duzia de pivetes
pagando meia-entrada
e o filme
faz círculos tal cinematografia francesa
de antes
de antanho
cortes abruptos
relatam o seu abuso
seu uso
intenso
belo
e que
esconde
qualquer sentimento
- melhor assim.

A sós
os dois se juntam
pedem sossego, pão e água
e com vinte centavos no bolso
atravessam a alameda
pegam o primeiro voo
e deturpam
correm
se escondem
no trem 
de pouso.

Anos depois 
jazem ainda congelados
na pista vazia
cinzas
e aconchegados.

Blog Archive