19 de octubre de 2013

Nem todo poema curto é um Haikai


Você bebe do meu copo.
E foge na multidão.
Sobrou veneno?

No hay comentarios:

Blog Archive