9 de diciembre de 2010

O 11 de setembro virtual - Mastercard - Visa - Wikileaks

O dia de ontem - 8 de dezembro - será lembrado no futuro como o 11 de setembro virtual para o mundo corporativo. Exageros à parte, se analisarmos friamente tudo aquilo que aconteceu, seremos obrigados a concordar. No momento que um grupo de "piratas virtuais" derruba o site de várias empresas por questões políticas, não há qualquer estratégia de marketing que fique em pé. Não há qualquer planejamento estratégico que suporte tal ameaça, tal rombo no faturamento. Às empresas, a partir de ontem, não será apenas necessário ter responsabilidade social e preocupação com  a sustentabilidade, será necessário também a preocupação de não aliar-se com políticas opressoras, governos ditatorias, políticos corruptos - pois elas correrão o risco de terem suas operações via internet prejudicadas por uma verdadeira avalanche de ciber guerrilheiros corporativos. 
As escolas de administração e marketing precisarão rever seus conceitos de forma urgentíssima. E no Brasil, é bom que os diretores de TI fiquem também de olhos bem abertos. Imaginem se - em plena campanha eleitoral - o site da Folha de São Paulo tivesse sido invadido, derrubado por ter um comportamento tão parcial, tão cafajeste. Seria no mínimo o nirvana dos hackers tupiniquins. 
Aqui comigo penso que a verdadeira arte engajada, combativa e comprometida com os ideais de liberdade e justiça, está sendo feito hoje na internet. E a cultura digital, presa aos valores pequeno burgueses, está fadada a ser extinta.

No hay comentarios:

Blog Archive