23 de octubre de 2010

De pombas e outros bichos...

Ganhei de presente de aniversário um filhote de pomba. O meu gato, gentilmente, trouxe-o com muito amor e carinho. E por falta de opção, o filhote ficou comigo por mais de duas semanas. Duas semanas limpando e alimentando o infeliz.
Tentei manda-lo embora mas ele permanecia teimosamente no telhado. Piando o tempo todo, como que pedindo mais uma semana de pão, água e sossego. Hoje, cansado de tanto cocô, levei-o até a Praça da Árvore e soltei-o no meio dos arbustos. Ele fez um vôo curto, indeciso, tímido até. E só ficou mais tranqüilo quando encontrou outras pombas na praça.
Juntou-se a elas, deu uma andada e voou novamente para afastar-se dos transeuntes.
Por mais tempo e a uma distância maior.
Parou perto de mim, quando já me afastava.
Olhei pra ele, ele olhou pra mim. E continuou piando. Talvez de medo, talvez como despedida.


No hay comentarios:

Blog Archive