5 de junio de 2009

A mancha que não era mancha ou de como a Imprensa é patética

Sem querer desrespeitar a dor e o sofrimento dos familiares e amigos que estavam no trágico vôo 447 da Air France, MAS que a patética cobertura da imprensa, a postura ridícula das autoridades e o papelão dos especialistas são de encher de vergonha, é de fato a única certeza de todo este episódio até o momento.
Agora pouco ouvi a entrevista de um oceonógrafo sobre a origem do lixo encontrado no meio do oceano. Falta de assunto ou excesso de idiotice?
Já basta ver o bavard (falador) Jobim, falando besteira. Haja estômago.
E uma simples dúvida me atormenta, até quando o assunto irá render manchetes. Será que o afundamento de uma balsa com 500 nigerianos no meio do atlântico teria tanto interesse?

No hay comentarios:

Blog Archive