25 de enero de 2009

Queria te ver.

Queria te ver - eu sei.
Queria te tocar - eu sei.
Te ver tocando.
Te tocar vendo.
Mas não consigo.
Queria ir além do erro.
Banir o proibido.
Contemplar o perigo.
Mas desisto.
Tudo não passa de
um doce lampejo de testosterona.

No hay comentarios:

Blog Archive