11 de julio de 2008

Sobre algemas e cordas

... depois de alguns dias sem internet e telefone, pois comprei briga com a Telefônica e... Tanto faz. O quê me aflita mesmo é ter deixado de falar - no momento certo - sobre a polêmica das algemas. Parece que o tal de ministro Gilmar Mendes e o tal de senador Artur Virgílio reclamaram enfaticamente do uso de algemas na prisão do Dantas, Pitta, Nahas et caterva. É como se a socialização das algemas fosse algo inaceitável na terra brasilis. Para os pobres, algemas são mais do que necessárias. Para os banqueiros, advogados e figurões da república, não há necessidade. Afinal é algo que atenta contra a boa imagem que levaram anos e anos pra construir - à base de muito sangue (dos outros), falcatruas, chantagens, suor (dos outros), subornos e lágrimas (dos outros). Poderia usar da ironia, do sarcasmo, do humor pra comentar tanta estupidez. Mas prefiro usar apenas uma imagem. É algo forte, triste, marcante. Tanto que ganhou o prêmio Esso de Fotojornalismo de 1983. A foto é de Luiz Morier. Para os ricos algemas douradas. Para o Zé Ninguém, qualquer corda serve.http://www.abi.org.br/paginaindividual.asp?id=412

No hay comentarios:

Blog Archive